ECD // DESIGN E DEMOCRACIA

Estudos Contemporâneos em Design // Aula 9

Ao falar de Design e Democracia penso ser pertinente começar por referir o quanto importante acho que se debata e pense o que é afinal o design na actualidade, num universo onde a democracia intitula-se um governo constituído através da discussão. O termo democracia representa mais do que deveres civis, e um grupo sistemático de maiorias que acha que não precisa realmente de argumentar as suas opções danifica e reduz esta discussão. Passa a ser, então, realmente importante assegurar que a discussão é estimulada, quotidiana e de qualidade, de forma ampla.

Gui Bonsiepe cumpre com este papel ao expor as suas ideias, porém, e como começa por referir em “Design e Democracia” o design e o seu discurso projectual têm limitado o acesso ao debate, distanciando-se da ideia inicial de questionar a actividade projectual. Existem agora modismos e uma necessidade de marcar terreno com argumentos de autoridade e individualismo. O designer passou a representar-se como marca, esquecendo-se das suas qualidades que podem ser usadas em iniciativas de participação democrática.

Nesta perspectiva Bonsiepe apela a uma reavaliação académica. Propõe a criação de alianças fora do sistema formalmente estabelecido que superem a distância entre a ciência e o design, de modo a gerar uma maior proximidade entre as perspectivas científicas e projectuais e superar a ausência actual do design. Não pretende com isto transformar o design em ciência ou numa actividade científica, mas criar uma coesão entre complexidade temática e metodologia, aproveitar o conhecimento científico e reconhecer uma actividade projectual nas actividades científicas. Mas é preciso mais do que uma restruturação académica.

Relacionando democracia e design, o autor fala de uma democracia que dita as relações sociais e que se traduz numa supremacia de mercados. Inserida num contexto neoliberal, e tal como aconteceu no design, diz que “o conceito de democracia sofreu lamentável desgaste nos últimos anos (…)”. (Bonsiepe: 20). Aqui o capitalismo e a produção industrial em massa fazem parte de um contexto que relaciona a natureza e o homem num pensamento condicionante, limitando a sustentabilidade e um desenvolvimento saudável das potencialidades humanas.

Numa busca por soluções o autor fala de um design próprio de posicionamento humanista, onde a heteronomia, subordinação a uma ordem imposta por agentes externos, é reduzida. Acredita que só assim é possível uma consciência crítica que faça frente a este desequilíbrio (antidemocrático) entre centros de poder e os que se submetem a eles.

A sua noção de uso do design como ferramenta de poder e sedução neste discurso manipulador é realmente arrebatadora.

Opondo-se à subsunção do design ao marketing, Bonsiepe observa a prática projectual como uma actividade que está inevitavelmente exposta a contradições (socialmente desejável, tecnicamente exequível, ambientalmente recomendável, economicamente viável, culturalmente defensível), mas diz, e não poderia deixar de concordar, que expor as contradições e esclarece-las ocorre em primeira instância no discurso crítico, e só a crítica e uma atitude discursiva permite realmente mudar e questionar as coisas.

De modo a concluir, o ambiente da prática profissional com as suas pressões e condicionalidades, não permite muitas vezes discutir design, como actua e o que proporciona, mas a nossa tarefa é combater esta tendência.

“Sem um elemento utópico, não será possível construir um mundo diferente e restaria apenas um desejo piedoso e etéreo sem maiores consequências. Sem esse elemento utópico, ainda que residual, não será possível qualquer redução de heteronomia.”

(Bonsiepe: 20)

As instituições académicas e grupos externos ao mercado de trabalho têm um papel essencial na conduta desta iniciativa. 

– BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade. Design e Democracia. São Paulo: Blucher, 2011

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: